(61) 3036-6000
(61) 3036-6000

Blog

Entenda os Tipos de Exames para detectar o Coronavírus (Covid-19)

Entenda os Tipos de Exames para detectar o Coronavírus (Covid-19)

PCR / SWAB Nasal

– Detecta se você está com o vírus e se pode transmitir para outras pessoas.

– Deve ser realizado entre 3 e 7 dias de sintomas.

 

Sorologia IGM / IGG

– IGM: Detecta se seu organismo está lutando contra o vírus naquele momento.

– IGG: Detecta se seu organismo desenvolveu imunidade contra o vírus.

– Deve ser realizado após 10 a 14 dias de sintomas.

 

Teste Rápido / Ponta no dedo

– Detecta se seu organismo tem ou teve contato com o vírus.

– Deve ser realizado após 10 a 14 dias de sintomas.

– Depende totalmente do método de análise do teste. Alguns têm sensibilidade e especificidade muito ruins e não diferenciam IGM de IGG.

Leia mais
Veja 4 sintomas do Desvio de Septo

Veja 4 sintomas do Desvio de Septo

O problema é ocorre quando a estrutura que separa as duas cavidades nasais é desviada podendo causar:
Nariz entupido constantemente;
Dor de cabeça ou na face:
Sangramento nasal;
Cansaço excessivo principalmente nas atividades físicas.
Para confirmar se esse é o seu caso, o indicado é passar pela avaliação de um médico otorrinolaringologista.
Leia mais
Será que estou ouvindo bem?

Será que estou ouvindo bem?

Veja alguns sinais da perda auditiva. Pessoas com algum grau de dificuldade auditiva irão apresentar alguns desses comportamentos:
Aumentar o volume da televisão;
Preferir filmes legendados ou programas com apenas um locutor
Dificuldade em compreensão quando o local é barulhento (como num restaurante);
Não perceber ou entender alguém falando quando a pessoa está atrás;
Falar muito “Hã “ ou “Hein “ ou pedir para repetir;
Não escutar tocar o telefone ou campainha quando não estão próximos;
Evitar falar no telefone por dificuldade de entendimento;
Confundir e trocar palavras.
Quando um ou mais sinais desses são percebidos, o importante é procurar ajuda de um Otorrinolaringologista.
Leia mais
Veja os principais gatilhos de uma crise alérgica

Veja os principais gatilhos de uma crise alérgica

Ácaros
Mofo
Pólen
Existem diversas situações que podem irritar o nariz, especialmente nos pacientes com rinite alérgica. Neles, o menor contato com alguns alérgenos já pode provocar um quadro de inflamação, marcado por inchaço das mucosas nasais e produção excessiva de secreção.
Esses dois fenômenos dificultam e chegam até a impedir a passagem de ar para os pulmões. Entre os principais gatilhos de alergias estão ácaros, mofo e pólen.
– Os “ácaros” são aracnídeos microscópicos que vivem em vários tecidos como colchões, travesseiros, cortinas e tapetes.
– O “mofo”, são representados pelos fungos que proliferam em locais quentes e escuros, como o fundo de armários e gavetas.
– Já o “pólen” são grãos pequeninos produzidos pelas plantas.
Leia mais
Conheça 5 sintomas da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS)

Conheça 5 sintomas da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS)

A Síndrome de Apneia do Sono é um problema que se caracteriza por paradas respiratórias (apneias), de pelo menos dez segundos, que ocorrem de forma repetida durante o sono estando associada, na maioria dos casos, a roncos e aos demais sintomas listados abaixo:

👉🏻1 – Acordar com sensação de sufocamento;
👉🏻2 – Sonolência durante o dia;
👉🏻3 – Falta de concentração;
👉🏻4 – Redução de memória;
👉🏻5 – Dor de cabeça pela manhã.

Leia mais
Veja oito dicas para quem sofre com Rinite

Veja oito dicas para quem sofre com Rinite

Rinite é a irritação e inflamação da membrana mucosa no interior da cavidade nasal. Veja oito dicas para quem sofre com Rinite:

1) – Evite exposição a fatores alergênicos. A maioria das rinites é provocada pela poeira doméstica, portanto, é fundamental deixar tudo sempre limpo;
2) – Manter a casa sempre bem arejada. Abrir portas e janelas logo ao acordar para poder facilitar a passagem de ar e para que o sol entre e ilumine os cômodos.
3) – Manter o quarto sempre limpo. Trocar sempre os tapetes e as roupas de cama uma vez por semana, e deixar os travesseiros no sol todas as manhãs;
4) – Evitar bichinhos de pelúcia, eles facilitam a proliferação de ácaros;
5) – Evitar animais de pelo e pena, especialmente no quarto e na cama do paciente;
6) – Não fumar e evitar conviver perto de pessoas que fumam;
7) – Não faça uso de medicamentos sem prescrição médica, muito menos os que são para uso nasal;
8) – Tenha atenção a higiene do seu guarda-roupas, travesseiro e colchão, pois os ácaros gostam de locais quentes, úmidos e escuros.

Leia mais